Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2024
08 de ABRIL de 2024 | Fonte: Globo Esporte

Era Abel Ferreira rende mais de meio bilhão de premiações para o Palmeiras; veja valores

Técnico português conquistou dez troféus desde a chegada ao Palmeiras; Verdão foi tri do Paulistão no domingo
Abel Ferreira festeja tricampeonato paulista pelo Palmeiras — Foto: Marcos Ribolli

O Palmeiras conquistou dez títulos sob o comando de Abel Ferreira ao alcançar o tricampeonato do Paulistão no último domingo com a vitória por 2 a 0 sobre o Santos, no Allianz Parque. A taça rendeu mais uma premiação milionária para o Verdão.

 

Desde a chegada de Abel ao clube, em outubro de 2020, o clube arrecadou R$ 671,2 milhões em prêmios e direitos de transmissões pelas participações nos torneios neste período de três anos.

 

Além dos dez troféus pelo Palmeiras, Abel acumula 13 finais. Foram oito conquistas em decisões, além das duas taças de Brasileirão em pontos corridos.

 

 

A conta leva em consideração o momento em que Abel chegou, ou seja, não soma as receitas por direitos de transmissão da fase de grupos da Libertadores de 2020 – o português assumiu o Palmeiras já no mata-mata da competição continental e terminou com o troféu.

 

Veja as premiações recebidas desde a chegada de Abel:

Paulistão-2024: R$ 9 milhões (R$ 5 mi da FPF e um bônus de R$ 4 mi da Crefisa);

 

Supercopa-2024: R$ 5,5 milhões pelo vice-campeonato;

 

Brasileirão-2023: R$ 57,8 milhões (R$ 47,8 milhões da CBF e mais R$ 10 milhões da Crefisa);

 

Libertadores-2023: R$ 32 milhões (queda na semifinal);

 

Copa do Brasil-2023: R$ 9,7 milhões (queda nas quartas de final);

 

Supercopa-2023: R$ 10 milhões pelo título;

 

Paulistão-2023: R$ 9 milhões (R$ 5 mi da FPF e um bônus de R$ 4 mi da Crefisa) pelo título;

 

Libertadores-2022: R$ 39,6 milhões com a queda na semifinal;

 

Brasileirão-2022: R$ 55 milhões (R$ 45 milhões da CBF e R$ 10 milhões da patrocinadora) pelo título;

 

Copa do Brasil-2022: R$ 4,9 milhões (eliminação nas oitavas de final);

 

Recopa Sul-Americana-2022: R$ 8,2 milhões pelo título;

 

Paulistão-2022: R$ 9 milhões (R$ 5 milhões da FPF e R$ 4 milhões da Crefisa) pelo título;

 

Mundial de Clubes-2021: R$ 21 milhões pelo vice-campeonato;

 

Libertadores-2021: R$ 138 milhões (US$ 22,5 milhões (cerca de R$ 126 milhões) da Conmebol + R$ 12 milhões de bônus da Crefisa) pelo titulo;

 

Brasileirão-2021: R$ 29,7 milhões pelo terceiro lugar;

 

Recopa Sul-Americana-2021: US$ 750 mil (R$ 4,2 milhões) pelo vice;

 

Supercopa-2021: R$ 2 milhões pelo vice;

 

Copa do Brasil-2021: R$ 1,7 milhão pela eliminação na terceira fase;

 

Paulistão-2021: R$ 1,154 milhão pelo vice;

 

Brasileirão-2020: R$ 23,1 milhões pelo sétimo lugar;

 

Mundial de Clubes: R$ 10,75 milhões pelo quarto lugar;

 

Copa do Brasil-2020: R$ 72,9 milhões (R$ 66,9 milhões da CBF + R$ 6 milhões de bônus da Crefisa) pelo titulo;

Libertadores-2020 (a partir das oitavas de final): R$ 117 milhões (US$ 19,5 milhões (cerca de R$ 105 milhões) + R$ 12 milhões de bônus da Crefisa) pelo titulo;

Valor total: R$ 671,2 milhões

 

Todos os valores têm descontos por causa de impostos, mas se tornaram uma fonte de renda importante desde o impacto econômico ocorrido pela covid-19.



Untitled Document
Últimas Notícias
Militares que atuaram no RS ajudam a combater os incêndios no Pantanal
Homem morre em capotamento pouco depois de trocar pneu de caminhonete
Após morte , Fiocruz alerta para meningite transmitida por caramujo
Untitled Document