Untitled Document
DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
09 de OUTUBRO de 2021 | Fonte: Globo Esporte

Árbitros da CBF se ajoelharão e erguerão os apitos em repúdio à agressão na Série B do RS

Equipes de arbitragem se ajoelharão e erguerão os apitos, em demonstração de repúdio ao ocorrido com Rodrigo Crivellaro, agredido por William Ribeiro.
Árbitro agredido por jogador no RS recebeu alta na terça (Foto: William Oliveira/Guarani-VA/Divulgação)

Os confrontos do Brasileirão neste final de semana e outras competições coordenadas pela CBF terão uma manifestação dos árbitros. Consternados com a agressão à qual Rodrigo Crivellaro sofreu por William Ribeiro na segunda divisão do Campeonato Gaúcho, os responsáveis pelas partidas se ajoelharão antes do início de cada confronto.

 

Os árbitros avisarão os capitães antes do minuto de silêncio sobre o protesto. Ajoelhadas, as equipes de arbitragens erguerão os apitos. Os atos incluirão até os responsáveis pelo VAR.

 

Crivellaro foi agredido durante o duelo entre São Paulo-RS x Guarani-VA na noite de segunda-feira (04/10), em jogo válido pela Série A2 do Campeonato Gaúcho – equivalente à segunda divisão do Rio Grande do Sul –, e precisou ser levado às pressas para um hospital em Venâncio Aires, na região central do Estado.

 

O fato ocorreu aos 15 minutos segundo tempo da partida entre Guarani, de Venâncio Aires, e São Paulo, de Rio Grande, no Estádio Edmundo Feix. As imagens da transmissão da FGF TV mostram o meia William Ribeiro, do São Paulo, acertar um chute na cabeça do árbitro, já caído no chão.

 

Crivellaro ficou imóvel após sofrer a agressão, e jogadores das duas equipes imediatamente chamaram atendimento médico. O responsável pela partida recebeu alta do hospital no dia seguinte ao ocorrido.

 

O árbitro sofreu uma lesão ligamentar na vértebra C6. Uma cirurgia estava prevista para quinta, mas a junta médica em Santa Maria, onde Crivellaro reside, adiou após avaliação. Um novo exame ocorrerá semana que vem.

 

Crivellaro ficará pelo menos três meses afastado do futebol e terá de usar colar cervical durante o período. William Ribeiro, que foi detido pela Polícia Militar ainda no local, recebeu liberdade provisória após audiência de custódia na tarde de terça-feira, em Venâncio Aires, na região central do Rio Grande do Sul. O Ministério Público promete recorrer da decisão.

 

Confira o texto de manifestação da Comissão de Arbitragem:

 

"Todos nós ficamos completamente chocados e estarrecidos com as imagens que correram o mundo de nosso colega Rodrigo Crivellaro sendo covarde e incompreensivelmente agredido num jogo de futebol.


Como sinal de apoio à ele, repúdio ao agressor e alerta a sociedade acreditamos que precisamos mostrar que não há mais espaço no futebol brasileiro para cenas deprimentes como estas.


Com apoio total do presidente da CBF estamos nos juntando ao protesto que será realizado no RS. Em todos os jogos desta rodada em competições coordenadas pela CBF mostraremos a união de nossa classe marcando posicionamento firme em todos os gramados brasileiros.


Seguiremos o protocolo sugerido:


1. Antes do minuto de silêncio os capitães serão avisados do protesto.


2. Logo após o minuto de silêncio centrais, quartos e quintos árbitros ficarão de joelhos conforme ilustração anexa. Assistentes fazem o mesmo com suas bandeiras e equipes de vídeo refletem na cabine a mesma ação.


3. Centrais lançarão em súmula o seguinte texto: Durante o minuto de silêncio, em nome da paz no futebol, a equipe de arbitragem realizou protesto contra a agressão sofrida pelo árbitro Rodrigo Crivellato.


Somos uma família!


Somos unidos e fortes!


Com meu respeito a CORAGEM e DEDICAÇÃO das senhoras e senhores


Leonardo Gaciba - Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF"



Untitled Document
Últimas Notícias
Com início da Série B adiado para o dia 12, Naviraiense treina para retornar a 1ª divisão
Prefeitura de Naviraí prorroga o REFIS 2021 até 20 de dezembro
Homem é morto a facadas ao pedir dinheiro para usuário de drogas
Untitled Document