Untitled Document
DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
25 de AGOSTO de 2021 | Fonte: Bruno Chaves/Subcom

Reinaldo Azambuja firma convênio com universidades para abrir 250 vagas de estágio no governo

Governador firmou convênio de R$ 11,8 milhões com seis universidades que compõem o Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul.
Governador Reinaldo assina convênio com seis universidades que compõem o Crie, para a execução do “Programa de estágio supervisionado e capacitação técnica do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul" (Foto: Chico Ribeiro)

Por meio da Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect), o Governo de Mato Grosso do Sul vai contratar 250 estagiários das mais diversas áreas do ensino superior para trabalhar nas secretarias e autarquias estaduais.

 

Nesta quarta-feira (25/08), o governador Reinaldo Azambuja firmou convênio de R$ 11,8 milhões com seis universidades que compõem o Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul (Crie) para a execução do “Programa de estágio supervisionado e capacitação técnica do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul”. Fazem parte do Crie as universidades Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Federal da Grande Dourados (UFGD), Católica Dom Bosco (UCDB) e Anhanguera-Uniderp, além do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

Com reitores, Reinaldo Azambuja reforçou importância do ensino superior para o desenvolvimento do Estado (Foto: Chico Ribeiro)

"É um programa inédito no Brasil. Através desse convênio com universidades públicas e privadas, vamos disponibilizar aos alunos estagiários adentrarem nas estruturas de governo, conhecerem modelos de governança e contribuírem com o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Os estagiários vão colaborar com o planejamento estratégico do Estado, que tem dado bons resultados", afirmou Reinaldo Azambuja.

 

Oportunidades já para 2021

A seleção dos candidatos será feita pela Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec), em parceria com a Secretara de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov). Os contratos terão duração de 12 meses, com a possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. Cada aprovado terá bolsa de R$ 1,1 mil para 4 horas diárias de estágio.

 

Estudantes matriculados entre o 3º e 6º semestre dos seguintes cursos poderão participar da seleção: Pedagogia, Psicologia, Assistência Social, Enfermagem, Fisioterapia, Administração, Contabilidade, Informática, Direito, Economia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia da Computação, Engenharia de Software, Arquitetura, Relações Internacionais, Letras, Ciências Políticas, Design Gráfico, Comunicação Social, Marketing, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Gestão Pública e Jornalismo.

"Acreditamos na nossa juventude", disse Eduardo Riedel (Foto: Chico Ribeiro)

Segundo o superintendente de Planejamento e Gestão Estratégica da Segov, Thaner Castro Nogueira, a seleção terá início ainda neste semestre. "Entre setembro e outubro. Esse ano serão 125 vagas. Ano que vem mais 125. Cada estagiário vai receber um treinamento e passará por uma avaliação mensal. Vamos alocar esses recursos humanos em projetos estratégicos para o Estado", explicou.

 

Experiência transformadora

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, o trabalho voltado à formação dos alunos trará ao Governo do Estado uma experiência transformadora. "Acreditamos muito na nossa juventude, que tem criatividade e ideias inovadoras. Temos certeza que vão contribuir com a visão estratégica do Governo para o crescimento econômico e social de Mato Grosso do Sul", pontuou.

 

Já o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, avaliou que o programa de estágios é um olhar do Governo do Estado para a formação de pessoas. "Mais um grande passo em ciência e tecnologia. Sabemos da necessidade da formação de pessoas na gestão pública. Então, trazer esses alunos para dentro do governo  é formar pessoas, oferecendo experiência e competência para a gestão pública e também para o mercado", ressaltou.

 

Presidente do Crie, a reitora do IFMS, Elaine Borges Monteiro Cassiano, também destacou a visão estratégica do Governo do Estado e reforçou a importância da parceria pra o crescimento profissional dos estudantes. "Nós da academia precisamos vivenciar a prática. É de suma importância que nós tenhamos essa proximidade, essa quebra de paradigmas. Ou seja, trazendo inovação ao serviço público e também conhecendo as estratégias que o governo desenvolve para resultados positivos na sociedade. É um grande aprendizado para todos", afirmou.

Programa de estágios mostra visão estratégica do Governo do Estado, disse reitora do IFMS e presidente do Crie (Foto: Chico Ribeiro)

Também participaram da assinatura do convênio para execução do programa de estágios em Mato Grosso do Sul o secretário interino da Segov, Flávio Céssar; o diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo; os reitores Laércio Carvalho (UEMS), Marcelo Turine (UFMS), Lino Sanábria (pro tempore da UFGD), Padre José Marinoni (UCDB) e Taner Bitencourt (Anhanguera-Uniderp); e a diretora-presidente da Fapec, Nilde Brun.



Untitled Document
Últimas Notícias
Com início da Série B adiado para o dia 12, Naviraiense treina para retornar a 1ª divisão
Prefeitura de Naviraí prorroga o REFIS 2021 até 20 de dezembro
Homem é morto a facadas ao pedir dinheiro para usuário de drogas
Untitled Document