Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2020
12 de MAIO de 2020 | Fonte: FIEMS/DICOM

Em meio à Covid-19, cresce procura dos industriários por vacina contra a gripe

A vacina não protege contra a Covid-19, mas é um importante reforço na imunidade.
Foto: Divulgação

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) provocou aumento na procura pela vacina contra a gripe influenza entre as indústrias e trabalhadores do setor em Mato Grosso do Sul. A vacina não protege contra a Covid-19, mas é um importante reforço na imunidade.

 

Até agora, o Sesi já disponibilizou 22,5 mil doses de vacina contra dois vírus da influenza A e influenza B para empresas do Estado, 13% a mais do que durante toda a campanha de 2019, que já foi considerado um ano atípico em razão de um surto de H1N1 enfrentando em todo o Brasil.

 

Naquele ano foram imunizados 19,9 mil trabalhadores. A título de comparação, em 2018 foram 13, 4 mil doses aplicadas em todo Estado. Desde a primeira campanha de vacinação do Sesi nas indústrias do Estado, iniciada em 2014, pelo menos 60 mil trabalhadores já foram imunizados contra o vírus influenza.

 

Interesse

A assessora especial da área de mercado do Sesi, Laura Gomes, afirma que as empresas que estão em busca das doses têm mencionado a questão da pandemia do novo coronavírus. “Cresceu a preocupação tanto do industrial quanto do industriário para estar protegido contra a gripe influenza neste ano”, avaliou Laura Gomes.

 

A médica da área de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) do Sesi de Mato Grosso do Sul, a pneumologista Paola Brito, explica que embora a vacina contra gripe não proteja contra o novo coronavírus, é um importante reforço na imunidade.

 

“E estar saudável e com a imunidade alta é um dos principais fatores para redução da letalidade e formas mais graves da Covid-19. A vacina também ajuda a diminuir possíveis complicações decorrentes de infecções de vias aéreas e a diferenciar a gripe da Covid-19”, acrescentou.

 

Além de aplicar as vacinas nas dependências das empresas – seguindo todos os protocolos de segurança preconizados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para contenção do novo coronavírus –, o Sesi oferece orientações sobre a importância de imunizar os trabalhadores, considerada pelo Ministério da Saúde como uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves de gripe.

 

São oferecidas as vacinas trivalente, que imuniza contra dois vírus da influenza A e influenza B, e a quadrivalente, que além desses vírus imuniza contra uma segunda cepa do vírus da influenza B. A campanha chegará a 70 empresas de 21 cidades do Estado.

 

Industriários

Na indústria Química Central, que atua em Campo Grande e fabrica produtos químicos para transformação de couros e laticínios de todo o Brasil, colaboradores e seus dependentes aderiram à campanha.

 

“Não nos vacinamos no ano passado, mas este é um ano diferente para todo o país. Fiz questão de trazer a família, principalmente porque meu trabalho envolve viagens e eu posso estar exposto ao coronavírus e expor toda minha família”, declarou o supervisor de produção Juliano do Espírito Santo de Jesus, 50 anos, que foi se imunizou junto com a esposa Eliete e os dois filhos, de 10 e 15 anos de idade.

 

Outro fator importante da campanha de vacinação do Sesi, considera Roselaine Tavares, 49 anos, do setor administrativo da Química Central, é a possibilidade de poder tomar a vacina no próprio local de trabalho.

 

“Neste momento da pandemia, ter a oportunidade tomar a vacina e vacinar os dependentes é muito importante. Muitos de nós não estamos inclusos nos grupos que receberão a vacina na rede pública, e outra questão importante é que não precisamos ir até o posto e correr o risco de se expor ainda mais ao vírus”, pontuou a industriária.



Untitled Document
Últimas Notícias
Prefeitura de Naviraí adere a Campanha Nacional do Sinal Vermelho
Viabilizados por Nelsinho, Naviraí terá mais R$2,7 mi para combate ao Coronavírus
Junho registra mais de 653 mil pedidos de seguro-desemprego
Untitled Document