Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2020
08 de ABRIL de 2020 | Fonte: O Globo

Brasil registra 133 mortes em um dia e total chega a 800

País tem 15.927 casos confirmados; na terça-feira, o total de infectados chegava a 13.717 e 667 mortes confirmada.

O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 15.927 e o total de mortes chega a 800. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira (08/04). No último balanço do governo, na terça-feira, o total de infectados chegava a 13.717 e 667 mortes confirmadas.

 

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 2200 casos novos. Em relação a terça-feira, o número de casos novos aumentou 16%. Em relação às mortes, foram registradas 133 óbitos nas últimas 24 horas. Na comparação com terça-feira, o aumento foi de 19.

 

Em uma semana, a taxa de letalidade, que é a proporção entre os casos confirmados e as mortes registradas, aumentou 42%. No dia 1º de abril, a taxa de letalidade da doença no país era 3,5%, ou seja: a cada 100 pessoas confirmadas com a doença, 3,5% morriam. Agora, a cada 100 pessoas com diagnóstico positivo para a Covid-19, 5 morreram.

 

De terça para quarta, houve um aumento de 16% no aumento do número de casos confirmados. O índice de crescimento diário já chegou a ser maior do que 20%. Mandetta demonstrou preocupação com o possível relaxamento nas medidas de distanciamento social, o que poderia elevar esse número.

 

— Ela [taxa de crescimento de 16%] reflete hoje o comportamento das duas últimas semanas. Como foram semanas em que diminuímos muito a mobilidade social, esse número vem se mantendo. Ele chegou a ser mais de 20% no começo. Ele tava andando a 25%, 26%. Isso que se chama diminuir a velocidade. Vejo que estamos começando a largar mão, nos grandes centros, que são os que nos preocupam, principalmente aquelas cidades. Nos preocupa, por exemplo, o Rio de Janeiro parece que hoje decidiu andar... Muito cuidado. Muito cuidado. Porque esse número, se andar, vai apontar ali, de 16% vai para 20, 25, 30, 50% num dia. Não tem sistema que aguente — disse o ministro.

 

São Paulo continua sendo o estado com mais casos diagnosticados e mortes em decorrência da Covid-19: são 6.708 e 428, respectivamente. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 1.938 casos e 106 óbitos.

 

Ceará é o terceiro estado com mais casos, com 1.291 e 43 mortes, número menor que o de Pernambuco, que tem 46 óbitos e 401 infectados. Amazonas aparece em quarto lugar, em relação à quantidade de pessoas diagnosticadas: 804 até o momento. O estado tem 30 óbitos e passou o Distrito Federal como local com maior taxa de incidência da doença no país. São 19,1 casos por 100 mil habitantes.

 

Amazonas, DF, São Paulo, Ceará e Rio de Janeiro são os estados que mais vêm preocupando o Ministério da Saúde, por terem taxas ao menos 50% superior à média nacional. Nesta quarta-feira, o Amapá também entrou na lista, ocupando a quinta posição, à frente do Rio.

 

O Sudeste continua liderando o número de casos no país. São 9.487, o que representa 59,6% do total. Em seguida vem o Nordeste, puxado pelo Ceará. A região tem 2.825 infectados. Depois vem o Sul (1.551), o Norte (1.222) e o Centro-Oeste (842).

 

Um em cada três mortos tinha menos de 60 anos, segundo dados de 655 dos 800 óbitos catalogados pelo Ministério da Saúde. Foram três vítimas com idade entre 6 e 19 anos, 38 na faixa de 20 a 39 anos e 112 na de 40 a 59 anos. O restante, 502 pessoas, tinham 60 anos ou mais (77% do total). Cerca de 75% dos mortos tinham comorbidades.



Untitled Document
Últimas Notícias
Prefeitura de Naviraí adere a Campanha Nacional do Sinal Vermelho
Viabilizados por Nelsinho, Naviraí terá mais R$2,7 mi para combate ao Coronavírus
Junho registra mais de 653 mil pedidos de seguro-desemprego
Untitled Document