Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 01 DE JUNHO DE 2020
30 de JANEIRO de 2020 | Fonte: Agência Brasil

Bolsonaro cancela readmissão de Santini e transfere PPI para Economia

Anúncios foram feitos pelo presidente nas redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (30) que vai tornar sem efeito a admissão do ex-secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, para o cargo de assessor especial da pasta. Bolsonaro também vai exonerar o atual secretário-executivo e ministro substituto, Fernando Moura, e transferir o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para o Ministério da Economia.

 

Na terça-feira (28), ao retornar de viagem à Índia, Bolsonaro anunciou que iria destituir Santini do cargo de secretário-executivo por usar um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para ir de Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, para Nova Delhi, na Índia, onde se juntou à comitiva presidencial, durante visita de Estado de Bolsonaro ao país.

 

Santini ficou na função de ministro substituto durante as férias do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e optou por usar o avião da FAB, enquanto outros ministros viajaram com companhias aéreas comerciais. 

 

A exoneração de Santini do cargo foi publicada ontem (29) no Diário Oficial da União (DOU). Na mesma edição, Bolsonaro nomeou o então assessor especial da Casa Civil, Fernando Moura, como secretário executivo interino, assumindo também como ministro substituto.

 

Ainda ontem, em edição extra do DOU, Moura nomeou Santini para o cargo de assessor especial da Secretaria Especial de Relacionamento Externo da Casa Civil.

 

Então, nesta quinta-feira, Bolsonaro disse que tornará sem efeito essa readmissão de Santini e ainda exonerará Moura. Além disso, irá transferir a Secretaria Especial do PPI, responsável pelas privatizações, concessões e parcerias do setor público com o privado, da Casa Civil para a Economia.



Untitled Document
Últimas Notícias
Nova frente fria chega ao MS e muda o tempo já a partir de segunda
Mato Grosso do Sul tem 20 óbitos por coronavírus e 1.489 confirmados
Câmara de Dourados suspende atividades após segundo caso de Covid-19
Untitled Document