Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2020
08 de JULHO de 2019 | Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Mais de 90 empresários de MS já aderiram ao Programa Investe Turismo

Micro e pequenas empresas de regiões turísticas de Mato Grosso do Sul vão receber mais de R$ 6 milhões de reais; expectativa é gerar emprego e renda.
Foto: Divulgação

Mais de 90 empresários de Mato Grosso do Sul já aderiram ao Programa Investe Turismo, projeto que prevê uma série de investimentos, acesso ao crédito, melhoria de serviço e inovação para aumentar a competitividade dos destinos turísticos. O programa, lançado na última quarta (03/07) em Bonito-MS, é uma iniciativa do Sebrae, Ministério do Turismo e Embratur.

 

As rotas beneficiadas no Estado vão receber mais de R$ 6 milhões e pertencem ao Pantanal Sul e à Serra da Bodoquena. Os destinos foram escolhidos pelo Ministério do Turismo com base em critérios técnicos, como estar no Mapa Brasileiro do Turismo 2018 e ter, pelo menos, um destino turístico consolidado no mercado internacional.

 

O empresário Alexandre Costa Marques, proprietário da Fazenda Baía Grande, localizada em Miranda, é um dos interessados em ter acesso ao Programa Investe Turismo. Para ele, que também é vice-presidente da Associação de Turismo do Pantanal de Miranda e Região do Pantanal Sul, as expectativas são altas. “Esse investimento é uma coisa inédita nestes 18 anos que estou no Turismo”, disse.

 

Alexandre Costa Marques vendeu as empresas e deixou a vida em Campo Grande para investir no Turismo, com o apoio do Sebrae/MS. Hoje, a fazenda da família é um negócio competitivo e ele busca constantemente aperfeiçoamento. “Agora com essas explicações disponíveis para o próprio empresariado, sabendo que o Sebrae está junto, temos tudo para desenvolver o trade turístico no Estado”, afirma.

 

Outro empresário que está animado com a iniciativa é Cícero Ramos Peralta, proprietário da Pousada do Peralta, em Bonito. “O impacto é o melhor possível, tudo que vem de investimentos para a atividade turística é importante na melhoria da qualidade e da prestação de serviços”, comentou ele, citando a importância da escolha dos destinos, que recebem um número considerável de turistas estrangeiros.

 

Além de pertencerem diretamente ao Turismo, os negócios beneficiados com o investimento também integram a produção associada: Gastronomia, Agroindústrias e os empreendimentos da Economia Criativa, como artesanato, designers, audiovisual, dentre outros.

 

Ações

A analista técnica do Sebrae/MS, Isabella Carvalho Fernandes, explica que os recursos vão auxiliar no desenvolvimento tecnológico e inovação dos empreendimentos. “As empresas precisam estar conectadas e ter ferramentas digitais que façam com que elas se posicionem no mercado, o mercado do Turismo está muito online, além disto, a gente trabalha na gestão dos empreendimentos e na sustentabilidade, porque estes destinos precisam estar fortes no econômico, social e ambiental”, declarou.

 

As rotas turísticas receberão um pacote de ações organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança, por meio de uma integração entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento; e por fim, marketing e apoio à comercialização, com campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Operação em MS busca provas contra policiais civis suspeitos de receberem propina da ‘Máfia do Cigarro’
Publicada com vetos lei sobre ajuda financeira a estados e municípios
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h
Untitled Document