Untitled Document
DOMINGO, 18 DE AGOSTO DE 2019
02 de ABRIL de 2019 | Fonte: Estadão Conteúdo

Aneel aprova reajuste médio de 12,39% para Energisa Mato Grosso do Sul

O reajuste para os consumidores atendidos em baixa tensão será de 12,48%, em média.
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste médio de 12,39%% nas tarifas da Energisa Mato Grosso do Sul (EMS), válido a partir de 8 de abril. A distribuidora atende 1,022 milhão de unidades consumidoras em 74 municípios do Mato Grosso do Sul. O reajuste para os consumidores atendidos em baixa tensão será de 12,48%, em média, enquanto o aumento para as tarifas de consumidores atendidos em alta tensão será de 12,16%.

 

O principal motivo foi o aumento dos itens financeiros da tarifa, com impacto de 6,59% do total do reajuste, já incluído o efeito positivo do pagamento antecipado do empréstimo da chamada Conta ACR (-2,61%), que cobriu custos extraordinários com risco hidrológico em 2014, e ajustes em rubrica da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) (-1,09%).

 

O aumento dos custos de energia também influenciou significativamente para a alta das contas de luz na EMS, contribuindo com o reajuste em 3,99%. 

 

A Aneel explicou que o custo com energia da distribuidora cresceu 10,28%, influenciado pelo aumento do valor da energia gerada por usinas operadas pelo sistema de cotas, pelo impacto da variação cambial na energia de Itaipu, e pelo encerramento de contratos de compra de energia mais antigos e início de vigência de novos contratos, com preços e montantes superiores ao anteriores.



Untitled Document
Últimas Notícias
MS apresenta, em julho, melhor resultado na abertura de empresas desde 2013
Praça Sakae Kamitani será inaugurada sábado, dia 17 de agosto
Naviraí registra segunda morte por Influenza A em 2019
Untitled Document